Arquivo da categoria: Barreiro (onshore)

A concessão do Barreiro, onde foi encontrada melhor amostra de Lith oil em Portugal foi entregue á Oracle Energy Corporation em 2013. A concessão cobre uma área aproximada de 855 Km2, contabilizando 12 blocos, quase toda a peninsula de Setubal mas com mais interesse na área Barreiro-Seixal. O contrato é para pesquisa de gás natural e petróleo não convencional. A concessão é 95% em terra, e atinge o Pré Sal. Até 2015 a empresa tinha dos seus planos, realizar estudos de prospeção geofísica e estudos Sísmicos 2D.
Em 2011 a Oracle tinha aceitado um acordo com a Mohave Oil and Gas para conselhos na obtenção de concessões em Portugal, e assim ganhou os direitos à concessão do Barreiro.
Num relatório (NI 43-101) relacionado com a concessão foi aceite pela bolsa de valores canadiana TSX-V. O relatório realizado pela Chapman Petroleum Engineering, apresentou 2 ou 3 áreas com potencialidade de geração de gás ou petróleo. A melhor estimativa encontra-se na formação de Silves. Em algumas áreas faltam mais estudos.
O reservatório de Silves tem semelhanças geológicas com campos de produção como o de Hassi R,Mel na Argélia, de onde vêm quase metade do gás consumido em Portugal, e com o campo Sarir o maior da Líbia, como também dos campos do Mar do Norte. Existe também uma analogia com o campo de Ayoluengo na bacia Basca- Cantábria do norte de Espanha.

Já foram perfurados 6 furos na peninsula de Setubal. 1 na área da Baixa da Banheira e outro na área de Santo António da Charneca. Do outro lado do braço de àgua mais 1 na área de Arrentela e outro na área de Paio Pires. Depois outros 2, um na área da Moita e outro na área de Pinhal Novo.

“ A propriedade do barreiro oferece um acordo de exploração inicial para a empresa, que se espera contribuir para o crescimento da Oracle Energy”. Presidente da Oracle: Nasim Tyab

Sessão de Esclarecimento dia 20 de Maio:

Movimento Anti-Extração Gás de Xisto, Barreiro

A controversa técnica de exploração de gás de xisto através de “fractura hidráulica”, ou “fracking”, está em vias de avançar no nosso país. Apesar de a zona aparentemene mais promissora ser a formação da Brenha, que abrange os Concelhos do Bombarral, Cadaval e Alenquer, a verdade é que as concessões exploratórias incluem também o Litoral Alentejano, e uma concessão com o nome “Barreiro”, que abrange não só o nosso concelho como outros pontos da Península de Setúbal, e possivelmente até a serra de Monsanto, em Lisboa.

Esta concessão encontra-se neste momento entregue a uma empresa canadiana chamada “Oracle”, desconhecendo-se para já os resultados de eventuais pesquisas efectuadas.

Porque todos os dados que conhecemos apontam para que esta técnica seja de elevado risco ambiental, essencialmente ao nível da contaminação dos lençóis freáticos, e também porque acreditamos que o caminho a seguir na via da sustentabilidade ambiental e da independência energética…

View original post mais 107 palavras

Convocatória para Reunião

Se Vives perto não faltes a mais uma iniciativa deste movimento…

Movimento Anti-Extração Gás de Xisto, Barreiro

Convocatória para Reunião
do Movimento Cívico Anti-Extracção de Gás de Xisto, Barreiro

Quinta Feira; dia 3 de Abril, 21h Bar dos Penicheiros.

Movimento Anti Gás de Xisto no Barreiro convoca todos os cidadãos a reunir em torno da questão: prospecção e extracção de Gás de Xisto no Barreiro. Motivados pelo carácter nocivo desta prática e exigindo informação quanto aos parâmetros da prospecção (que a empresa canadiana, encarregue de a levar a cabo, Oracle não disponibiliza), queremos esclarecer/informando-nos acerca de tudo a ver com a prática que, na melhor das hipóteses, contaminará os solos, sendo esta prática mais conhecida por contaminar aquíferos (por onde a perfuração passa obrigatoriamente). Assim conscientes do privilégio que é viver sobre o maior aquífero da Europa, prevenir qualquer exploração que atente contra a salubridade do mesmo. Reunir cidadãos com este mote, não é só uma questão de bom senso mas, também, um dever inalienável.

http://www.movimentoantigasdexistobarreiro.wordpress.com

View original post

Comunicado – Assembleia Municipal

Grupos populares como o do Barreiro são exemplo…

Movimento Anti-Extração Gás de Xisto, Barreiro

MOVIMENTO ANTI-EXTRACÇÃO GÁS DE XISTO, BARREIRO

COMUNICADO

Na sequência do anúncio de que o governo concedeu a exploração de gás e petróleo na Margem Sul do Tejo (até 2021) à empresa canadiana Oracle Energy Corporation, tendo sido o Barreiro indicado como um dos locais para o início da prospecção. Dada a controvérsia que envolve a técnica de extracção do gás de xisto (“fractura hidráulica” ou “fracking”) pelo alto risco de contaminação química dos aquíferos e solos e o risco de afectação da estrutura geológica; estivemos presentes na sessão da Assembleia Municipal do Barreiro realizada no passado dia 28 de Fevereiro, onde questionámos o executivo sobre as informações que dispõe e o que pensa sobre este processo.

O Sr. Presidente da C.M.B. afirmou desconhecer a técnica da fractura hidráulica/fracking e que a informação que recebeu do Ministério da Economia se resumiu à assinatura do contrato de concessão.

Face à perigosidade que…

View original post mais 60 palavras

Porto Energy ( Mohave Oil nad Gas Corp), Concessão do Barreiro e Oracle energy Corp.

Porto Energy ( Mohave Oil and Gas Corp), Concessão do Barreiro e Oracle energy Corp.

A corporação que dá a cara no Barreiro é a Oracle, mas na verdade esta corporação não estaria a apostar na prospecção de gás e petróleo na península de Setúbal, se não fosse a Porto Energy a interceder por ela junto do governo português, a partilhar estudos, informação, técnica e mercado.E principalmente ter recomeçado as prospecções em 2007.

Ambas são corporações em ascensão e ambas querem reinar no Petróleo e Gás europeu, e importantes concessões em África. O petróleo e gás que procuram é semelhante. Outro laço de notar é a ligação à industria petrolífera de Alberta e British Columbia no Canadá. Mais uma vez se reforça a ideia de a técnica de fractura hidráulica ser necessária, mais cedo ou mais tarde, para manter o seu negócio.

 A Mohave aposta tudo na zona oeste de Portugal ( Torres Vedras, Alcobaça, Peniche, Zambujal,etc), mas colabora em troca de % de participação em várias zonas do país.

 A Porto Energy é um empresa internacional de gás e petróleo empenhada na exploração de crude oil e gás natural em Portugal. A Porto é também a Mohave Oil and Gas Corporation ( uma corporação texana com escritórios em Portugal). A empresa detêm 100% de interesse em 7 concessões, na Bacia lusitânia, em Portugal. A empresa já identificou fontes petróleo e gás convencional e não convencional.

VISION AND STRATEGY”

A Porto quer perfurar em Pré sal e avaliar as Lias de petróleo leve no on shore de Portugal. Vai procurando coligações para correr mais riscos e poder ter mais gastos. A empresa utiliza técnicas modernas como informação 3 D seismic, como perfuração horizontal e Underbalance. Estão focados em oportunidades de curto prazo em ambas as extrações, convencional e não convencional para valorizar os  accionistas ( sendo um deles, José Berardo).

A Porto Energy é a única corporação que já extraiu gás do sub solo, largando uma chama de 5 metros, em Aljubarrota e quer o mesmo resultado na concessão do Barreiro. Uma maneira de evitar a extracção de gás na península de Setúbal  e na Costa Vicentina, é parar a Mohave em Alcobaça e noutras áreas de Portugal.

Oracle Energy Corp.

A Oracle Energy Corp. que opera na concessão do Barreiro, á qual chama  “ Property”, que foi garantida em Fevereiro de 2013, cobre uma área de 211, 000 acres ( 855 km2), situadaOracle-Website-Portugal-signing-rev-Des-art-2013-02-12-3 no sul  Bacia Lusitânia.

O período de exploração estende-se até 2021, e será para estudos, desde estudos Geológicos , até airborne gravity, passando pelos estudos sísmicos, onde irão gastar mais de 300.000 euros.

Também reforçou o acordo de 2011, entre a Oracle e a Mohave Oil and Gas Corp. A Mohave vem ajudar na obtenção das concessões junto do governo português. Em troca de um máximo de interesse de 25%, a Mohave ganha o direito de participação  na Concessão do Barreiro.

No relatório NI 43-101 Technical Report, aceite pela TSX-V, da Chapman Engineering Ltd., são apresentadas 2 das 3 areas de gás e petróleo esperadas na “property”; Triassic Pre Sa; Lower Jurrasic não convencional. O terceiro não aparece no relatório devido á pouca informação recolhida.

O relatório apresenta como melhor estimativa a formação de Silves, a melhor fonte será na camada Lias, dada que estamos no  inicio dos estudos e seriam necessárias grandes infraestruturas para explorar totalmente estas fontes consideráveis.

O reservatório de Silves, é semelhante a áreas de produção como a de Gás em Hassi R, Mel Algéria e de Sair, o maior campo petrolífero na Libia, como também de muitos campos de petróleo Do Mar do Norte. Mais perto que estes, será o campo Lias de Ayoluendo na Bacia Basque-Cantabrian no Norte de Espanha.

O Chairman da Oracle, Nasim Tyab relembrou que “ A propriedade” do Barreiro oferece uma forte âncora para a corporação e espera-se que contribua para o crescimento da Oracle.

O Oracle é uma corporação canadiana de gás e petróleo com concessões na Europa e África. A corporação têm uma equipa com 150 anos de experiência combinada em exploração de gás e petróleo, na economia e finanças, e em relações governamentais.

Autarquia anuncia prospeção de gás e petróleo no Barreiro

Movimento Anti-Extração Gás de Xisto, Barreiro

Numa notícia de 19 de Fevereiro de 2013, o executivo, pela voz do presidente Carlos Humberto, assume o início da prospecção. Até hoje não se conhecem resultados dessa prospecção.

<<O presidente da Câmara do Barreiro, Carlos Humberto (CDU), disse à agência Lusa que a empresa canadiana Oracle Energy Corporation vai realizar uma prospeção de gás e petróleo no concelho, mas serão necessários anos de estudos até haver resultados.

“Fomos contactados pelo secretário de Estado da Energia que nos informou que o Governo ia assinar uma protocolo com a empresa canadiana para a prospeção de gás e petróleo em vários locais da Península de Setúbal, entre eles o Barreiro”, disse Carlos Humberto à agência Lusa.Carlos Humberto referiu que o concelho vai ser o ponto de partida desta prospeção na margem sul, depois do acordo entre o Governo e a Oracle Energy Corporation no valor 15 milhões de euros, válido por oito…

View original post mais 3 palavras