Resistência VS Cooperação! (Ciclo de Cinema Libertário)

Dia 1 de Julho participámos nos Ciclos de Cinema libertário do CCL ( Centro de Cultura Libertaria) onde apresentámos 2 curtas sobre o Fracking e seu impacto nas famílias e natureza  e nos cidadãos e sua mentalidade.

Fracking (Fracturação Hidráulica)

A indústria petrolífera quer continuar a ser a principal fonte de matéria prima da força e velocidade do progresso civilizacional, para tal apresenta a sua falta – pico de petróleo- como um cataclismo que nos afogará, como espécie, na violência social devido à dependência que a economia mundial tem dos seus produtos para depois apresentar a solução: Novas formas de extrair gás e petróleo. Para o séc XXI a indústria apresenta-nos a extração não convencional (Assim apelidada devido aos dinheiros necessários para a desenvolver e implementar novas tecnologias) conhecidas como Fracking para a extração de Shale gas (gás xisto) e Deep Offshore para a extração de gás/petróleo em profundidades de milhares de metros abaixo do subsolo marinho ou as TarSands (areias betuminosas) que foram extraídas das minas de Canto de Azeche; S.Pedro Muel e utilizadas para asfaltar o caminho de ferro entre Lisboa e Évora, etc…

Imagem relacionada

Portugal é um dos países candidato a ser produtor de algumas destas formas de energia fóssil, procuradas afincadamente no país desde os anos 90 para gás e de 2007 para petróleo Deep Offshore. Esta aposta em reservas de gás e petróleo acompanha o desejo das multinacionais petrolíferas que desde 1905 investem na investigação de reservas no mar Português.

Depois de várias dezenas de contractos para prospeção para gás e petróleo, maioritariamente na Zona Oeste (centro de Portugal) mas também no Algarve , existem hoje em terra 2 concessões para gás natural não convencional conhecidas como Pombal e Batalha concedidas à empresa Australis Oil and Gas que tem nos seus quadros Patrick Monteleone, ex presidente da Mohave Oil and Gas que trabalhou no país durante 20anos e que abriu falência em 2012. A Australis tem um furo de prospeção programado para 2019 na concessão da Batalha. No mar, depois de pouco mais de uma década de investigação, e de várias ameaças de perfuração por toda a costa portuguesa existe programado um furo de prospecção em Setembro deste ano (2018) na concessão Santola, 50 km ao largo da Costa Vicentina e do Algarve a cargo da GALP e da italiana ENI.

Resultado de imagem para ENI corruption

Portugal mesmo podendo ser ou não produtor de gás natural não convencional está preparado para ser um importante interposto de importação de fontes de energia não convencional tanto com infraestruturas melhoradas no Porto de Sines e nos Açores para receber super-metaneiros vindos dos EUA, como nas infraestruturas de armazenamento subterrâneo e distribuição. A primeira empresa no país a investir neste novo negócio energético foi a EDP ao chegar a acordo com a petrolífera americana Cheniere Energy para a compra de Shale Gas (Gás de Xisto) com um contracto de entrega por 20 anos. Na distribuição a REN aprontou-se a recorrer a apoios europeus para a construção de gasodutos e de cavernas subterrâneas para armazenamento de gás, tudo isto inserido nos planos europeus para a independência energética e nos cálculos lucrativos de multinacionais energéticas. Este foi o primeiro passo europeu para esta nova aposta, mais à frente países africanos conhecidos fornecedores de energia fóssil, ou novos como Moçambique, serão alvo desta cobiça econômica, e os recursos da indústria petrolífera americana na América do Sul novamente utilizados. Outros locais com conhecidas reservas deste novo tipo de combustível são quase a totalidade da Europa, Timor, Palestina, Tibet, etc…

Imagem relacionada
Imagem relacionada

Escolhemos 2 vídeos (Curtas):

Elsipogtog- No Fracking Way

É o relato da resistência Indígena no Canadá contra o Fracking e as suas dificuldades perante o racismo como também perante a superioridade socialista (democrática) que impede a maior adesão de cidadãos canadianos, tanto devido à interferência política como cultural. O modo de sentir a terra, o direito à sua defesa e a história de resistência à violência militar sobre os indígenas e o direito a defender o modo de vida “Ocidental” é o foco documentário.

Resultado de imagem para Elsipogtog- No Fracking Way

Meet the Bros of Fracking:

Descreve a vida de um trabalhador de uma empresa de Shale Gas nos EUA… Mas não do impacto na sua saúde, ética e cidadania…Não….! O vídeo acompanha a vida de luxo e diversão do trabalhador e o seu testemunho na defesa dos seus direitos e usufruir dos frutos do seu trabalho.

Resultado de imagem para Meet the Bros of Fracking:

FRACKING? NEM PARA A MINHA FAMÍLIA! NEM PARA NENHUMA OUTRA!

NU STA DJUNTO!!!

Anúncios

Fracking & Não convencionais? Nem para a Minha Familia! Nem para Nenhuma Outra!!

%d bloggers like this: