GASLAND (FRACKING in USA) revisão do documentário ( Escrita)

GasLand (Documentário)

Fraturamento hidráulico é nocivo e muito mal regulamentado. È a indústria que o controla através dos estados e não requer nenhuma supervisão adicional.

 Fluido de fratura (+ de 596 químicos). Desde o impronunciável e o desconhecido até ao mais conhecido. A mistura contém anticorrosivos, géis, aditivos de perfuração, bioquímicos, controladores de xisto, agentes líquidos, viscosantes e concentrados de gel líquido.

 Por cada poço utiliza-se entre 4 a 27 milhões de litros de água. Um poço pode ser faturado até 18 vezes. já Existiram 450 mil poços, vezes 18, vezes 4 a 27 milhões resultam em 40 triliões de litros de água. Todo isto misturado com 596 produtos químicos. A industria tem planos para criar mais 50 mil poços num trecho de 120 km, ao logo do Rio Delaware. Fora mais milhares pelos EUA.

Infraestruturas e tecnologia

 Sonda de perfuração:

A estimativa nos EUA de viagens de camiões num dos maiores campos de gás ( The Johan Gas Fields) é a seguinte:

  • Na perfuração inicial e o primeiro fraturamento1,150 viagens.
  • Para mobilizar a sonda e construir a estrada são necessárias 10 a 45 viagens. Para a sonda 30 viagens; transporte de materiais 25 a 50 viagens.
  • Para os equipamentos, cobertura de canos entre 25 a 50 viagens.
  • Para mobilizar e desmobilizar a sonda, cerca de 15 viagens.
  • Para o fluido de conclusão entre 10 a 20 viagens
  • Para os equipamentos 5 viagens
  • Para os equipamentos de fraturamento, camiões-cisterna e tanques mais de 150 a 200 viagens
  • A maior, água para perfuramento. Para cada poço, são utilizados cerca de 400 a 600 camiões- cisterna.
  • Para a areia, entre 20 a 25 camiões
  • Para retirar a água toxica, são feitas cerca de 200 a 300 viagens.

AS FOSSAS

Depósitos de água repatriada, água fraturada, água produzida. São lagos a céu aberto da água toxica, que vertem para o solo, contaminando as águas.

 PULVERIZADORES

Para limpar a água de 200 a 300 camiões é preciso muito trabalho, para isso, utilizam-se pulverizadores. A sua função é pulverizar a água para o ar para evaporar mais depressa. A água contém várias substâncias nocivas e compostos voláteis, que acumulam poluentes no ar, e caem como chuva ácida nos campos.

EXAUSTÃO

Cada poço possui uma mini-refinaria e um depósito, o conjunto tem um separador. O Gás sai do subsolo na forma liquida, o separador aquece o líquido e ferve a água. Na operação são libertadas substâncias voláteis como o benzeno, tolileno e zileno. Depois o gás é bombeado para ser refinado.

 TANQUES DE CONDENSAÇÃO

O gás condensado é guardado nos tanques antes de ser transferido para os camiões. O condensado pode ser desde água toxica produzida, até combustível de avião. Todo o tempo que o gás é armazenado, está a emitir gases voláteis para a atmosfera.

 ESTAÇÕES DE COMPRESSÃO

Poços e plataformas perto das casas, riachos contaminados, poeiras com resíduos das explorações.

 POÇOS DE FORT WORTH

 Tem bases de exploração que pode ter entre 5 a 10 poços. Na região existem cerca de 10.000 poços.

O que o sector do petróleo e gás está emitindo? O estado dos EUA admitiu não saber o grau de emissão. Análises independentes concluem que as emissões do fracking, ultrapassam as emissões de todos os veículos, carros e camiões de Dallas e Fort Worth. As emissões de carros, camiões, vans e motos são cerca de 200 toneladas por dia de emissões, que formam ozono e outras partículas finas. Na análise a exploração de gás em Fort Worth liberta 200 toneladas de emissões por dia. Algumas plataformas utilizam cerca de 3 mil litros de diesel fuel  por dia. Dos tanques de condensação sai algo. Com uma câmara infravermelha que torna visível os hidrocarbonetos que saem do topo constantemente.

O que é?

A informação veio do Mayor de Dish.

Dish, Texas, EUA, 250 habitantes. Em 2005 recebeu o nome de Dish em troca da rede via satélite gratuita, por 10 anos. Passam cerca de 10 gasodutos pela vila. Estes gasodutos transportam biliões de litros de gás, são 280 biliões todos os dias em Dish. Onde os gasodutos se encontram, encontram-se as estações de compressão (motores de turbinas que comprimem o gás para o gasoduto). Os gasodutos são projetados com exaustores que libertam o gás no ar. Esse gás libertado chega a formar uma nuvem.

Substancias libertadas encontradas foram; Benzeno, dimetel dissulfeto, metil-etil dissulfeto, etil-metil-etil dissulfeto, trimetil benzeno, dietil-benzeno, metil.metil-eti benzeno, tetrametil-benzeno, naftaleno, 1,2,4-trimetil benzeno, xileno MHP, sulfeto de carbono, dissulfeto de carbono, metilpiridina e dimetil piridina.

O benzeno ultrapassa em 55 vezes os padrões. O dissulfeto de carbono ultrapassa em 107 vezes os padrões impostos. Os perigos são de longo prazo. A acumulação de emissões do conjunto da indústria é avassaladora.

LOUISIANA

 Quais serão os impactos acumulativos na água?

A área está contaminada por metais como o Bário, principal componente dos fluidos para extração. Há também a presença de arsênio, cádmio, cromo e chumbo. Pessoas foram contaminadas com arsênio pela água local. Uma área do Louisiana no Golfo do México recebe resíduos do petróleo e gás desde há 60 anos. Daqui são retirados os subprodutos e os resíduos e os lixos descartados no oceano. O sedimento acumulado nos corpos hidrográficos é de décadas de descarte de materiais tóxicos. Os furações trazem todo de volta.

Os tanques podem guardar benzeno, xileno, etil-benzeno e muito formaldeído e vários semivoláteis de longa duração, como os hidrocarbonetos polinucleares aromáticos, alem dos metais pesados na extração como; bário, arsênio, chumbo, cádmio, cromo e mercúrio. Estes tanques de armazenamento não estão protegidos contra furações, todo o que estiver a 1,80 do chão será levado pelo lodo. Isto acontece em toda a costa. Louisiana, Mississípi, Alabama e Texas. Centenas de milhares de locais de tanques de armazenamento. A acumulação de 50 anos de extração causou uma contaminação permanente em Louisiana.

Já pensas mais na extração de gás natural?

Um frasco com líquidos da exploração em Dimock enviado para analise recolhidos perto de um local de extração, continha Bário e Estrôncio nas lamas de extração, que lubrificam a broca. Níveis de ferro, cloreto e de condutividade estavam muito altos. Mas a parte mais assustadora do teste foi a presença de Nitrogênio kjeldahl Total, e MBAS ou substancia ativa do azul de metileno. Os MBAS são reagentes que ficam azuis ao entrarem em contato com detergentes ou surfactantes.

MBAS encontrado em Steven’s Creek, Central Pensilvânia. Água com surfactante. O surfactante permite que o óleo e outras substâncias atravessem superfícies, por meio de dissolução.  As guelras dos peixes são dissolvidas em contato com água com surfactante.

O que prova tudo isto?

QUIMICO DA HALLIBURTON

Químico encontrado em Meshoppen Creek, Dimock, PA.

Pennsylvania Department of Environmental Protection.

 

A resposta do departamento foi “não existir uma fonte de energia perfeita” e “a produção de gás natural não é perfeita”.

Fizeram um estudo em 39 lares e defendem que a água não foi contaminada pelas substâncias identificadas. O seu representante recusou beber das águas dos locais de extração. Disse: “se existem indivíduos com a sua água contaminada por vazamentos de gás, eu quero saber”. “Não permitiremos que ingiram água contaminada”.(…)“O lado vantajoso é que quem esta por fora pode se isentar de tudo. Mas quem esta na frente tem de tomar decisões no mundo real”.(…) “Enquanto não surgir uma economia de hidrogénio, não teremos respostas.”(…)

“Nós passamos concessões, e as concessões são dois passos em frente e um para trás”

QUANTA ÁGUA SERÁ POSSIVEL REPOR?

 FRACKING NO CONGRESSO.

O fracking relaciona-se  com a água contaminada, abordando a lei de facturamento de Hinchey. Uma lei que tira a isenção de facturamento hidráulico de Lei da Água Limpa.

O fracking contamina os poços, complicando e acabando com a vida das pessoas, com a mudança nas energias o setor do gás passou a pressionar os políticos para gastar menos e lucrar mais. São necessários detalhes e de mais informação. Queremos que expliquem o que fazem. No congresso foram apresentados documentos que apresentavam mais de 1.000 casos de contaminação da água decorrentes da prática de fraturamento hidráulico.

PORQUE ANDA O FRACKING NA BOCA DO MUNDO?

Os materiais utilizados não são biodegradáveis. Uma vez no ambiente, eles ficarão lá para sempre. Se apenas 2% desses poços apresentarem defeitos, serão milhares de incidentes.

 PORQUE A INDUSTRIA SE RESUSA A DIVULGAR AS SUBSTANCIAS UTILIZADAS NO PROCESSO DE FRACKING?

SE É SEGURO, PORQUE SE RECUSAM A DIVULGAR A LISTA DE QUIMICOS?

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s