Àgua e Fracking (privatização)

Conflito de interesses entre empresas privadas de água com o lobbing do fracking

Vender água ás empresas de perfuração (fracking), um dos maiores utilizadores de água do setor privado.

Duas das maiores empresas de água, estão a participar no lobbing massivo para se expandir no Shale Gas — uma atividade industrial que promete enriquecer as empresas de águas, mas ao mesmo por em perigo as fontes de água potável.

A situação é: alguns observadores descrevem-no como um problema de conflito de interesses – e acompanha os assuntos complexos levantados pela privatização de infraestruturas e serviços como água, prisões e estradas.

As empresas americanas; American Water e Aqua America – são lideres no fornecimento de água na Pensilvânia, onde o fracking está em altas. Eles vendem água às empresas de gás — que utilizam uma técnica que requer quantidades massivas de água – e expressaram o interesse em tratar água tóxica derivada das perfurações, uma oportunidade lucrativa.

Os investidores e donos das empresas, e lobbistas da utilidade das águas são também “membros associados” da poderosa industria de gás na Marcellus Shale Coalition, um facto confirmado pelo representante da coligação Travis Windle, que diz que os associados pagam $15,000 anualmente. “Os nossos associados são realmente a espinha dorsal da industria”.

Ambas as empresas de água servem milhões de pessoas pelos EUA … Aqua America serve 11 estados e a American Water está em mais de 30 estados.

A coligação, que é liderada pelos principais produtores de gás, defende o “desenvolvimento responsável de gás natural” irá desenvolver a economia da região enquanto fornece uma importante fonte de energia domestica. Reportaram mais de $2 milhões gastos em lobbing nas expedições na Pensilvânia desde 2010.

A Aqua America juntou-se à coligação em 2010 e a Pensilvânia American Water – subsidiária da American Water – juntou-se em 2011.

A perfuração de Shale Gas utiliza uma combinação de perfuração horizontal e hidraulic fracturing (fracking), para extrair o gás das formações rochosas. A técnica controversa força milhões de litros de água– misturada com areia e químicos – a entrar na rocha e parti-la para libertar o gás. Juntamente aos riscos destas técnicas, o processo produz grande quantidade de água tóxica que dificilmente será potável novamente.

A EPA, está a conduzir um estudo “para investigar os potencias adversos do fracking na qualidade das águas e na saúde publica”. Separadamente a EPA, está a testar a água de alguns residentes na Pensilvânia, que dizem que as explorações de gás natural perto de suas casas contaminaram as águas.

No meio disto tudo as empresas de água, vendem -na para fracking enquanto dizem querer que o fracking seja feito de uma maneira ecologicamente responsável. Numa apresentação aos investidores, a American Water disse referindo-se aos lucros  “ realizar retornos adicionais derivado das águas a empresas de fracking, enquanto estamos atentos à proteção das fontes de água”. Na apresentação a empresa notou que “ vende água a utilizadores de fracking em 24 pontos de distribuição na Pensilvânia”, e que “vendeu 250.4 milhões de gallons de água para fracking de janeiro até Dezembro de 2011, ganhando $1,6 milhões.

American Water por Terry Maenza diz que a companhia apoia a proteção ambiental e que o seu papel na coligação não mudará devido ao seu papel na coligação de shale porque também é membro de inúmeros grupos ambientais.

Em Portugal a pressão (lobbing) para a privatização da água está ao rubro , depois de se pagar as construções das barragens para criar energia elétrica, privatiza-se a EDP, depois de se pagar instalações e infraestruturas para distribuição de gás natural, privatiza-se a REN (gasodutos e rede elétrica). Depois de vendermos ou alugarmos as terras para eucalipto, pagamos o material que produzem, apesar de as corporações de fabrico de produtos derivados de papel de eucalipto ganharem mais com a introdução de novas fontes de energia (cogeração a gás natural), como a Portucell (Navigator).

Quem vai beneficiar com o fracking em Portugal são as corporações privadas e os políticos corruptos. Criaram um mercado de energias, que agora começa a pedir o que não há, dinheiro.

Os preços da água, gás e eletricidade serão muito mais baratos para as corporações e mais caro para o cidadão comum. Se o preço for “equilibrado” será num valor que grande parte da população (pequenos agricultores, associações de solidariedade, etc) não poderá pagar sem efeitos nocivos no seu desenvolvimento. A água está a ser privatizada para ser vendida ao melhor preço de mercado, e como tem provado estes últimos anos, a economia é mais importante que o bem estar civil.

As barragens foram o primeiro passo para nos roubarem as águas, controlar o fornecimento (quantidade, para quem, a que preço). As energias renováveis estão abafadas, dando dinheiro a quem já o tem, sendo inacessível para a maioria dos que queriam utiliza-la como um bem social e não um bem económico.

A água é um elemento que está em 70% do nosso corpo. As doenças aumentam porque a água está doente. O preço dos alimentos aumenta porque a água é um elemento pela qual se compete em lutas muitas vezes desiguais. Já não é o caso do vizinho da horta de cima cortar o carreiro com um bocado de terra ou tábuas. Aqui discute-se o direito a ser dono da água, de decidir a quem a fornecer, que valor tem, sem uma necessidade real de sobrevivência, mas sim de lucro e poder.

A água corria livre nos rios, hoje não. À água era saudável hoje já não. A água é o elemento vivo mais antigo da terra, donde veio a vida e hoje mata. Porquê?

LIBERDADE PARA AS ÁGUAS, PARA PODERMOS SER LIVRES!

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s