Localidades para fracking,Portugal

Setembro de 2011

A Porto Energy ( Mohave Oil) anuncia que completou a aquisição de mais de 1,000 km2 de dados 3D seismic sobre o Cabo Mondego-2 e São pedro de Muel offshore.

Adicionalmente, a companhia iniciou um programa 2D seismic de 240 km2 sobre a Serra de Montejunto que inclui Lapaduços e Cruz de Pedra. O programa atingirá a mancha do Jurassic Carbonate, Jurassic Reefs e Pre-Salt Silves e está desenhado para localizar e definir locais para futuros poços. Ao completar este trabalho, a empresa terá cumprido as suas obrigações sobre o trabalho com o governo Português.

“Estamos preparados a aplicar tecnologia de exploração no nosso programa, nunca utilizada em Portugal”, diz Joseph Ash, presidente da Porto Energy. Estamos também decididos a furar sem parar com optimismo em Aljubarrota.

Como já noticiado, a empresa esta atualmente a furar o poço SPC-2 para testar um segundo Jurassic Reef que está abaixo verticalmente 1,700 metros aproximadamente. Dependendo dos resultados do SPC-2, a empresa antecipa mobilizar o rig para o poço Alj-4 para fazer teste de fluido baseado nas analises a 65 metros do core convencional e 430 metros de buracos abertos na formação de  Brenha na zona baixa. Esta zona mais baixa não tinha sido identificada nos poços anteriores, nesta seção.  Esta nova informação sugere que a estimulação por fratura pode não ser necessária.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s